Os 10 mandamentos do intercambista

Intercâmbio

Morar em outro país tira você da sua zona de conforto. Culturas diferentes trazem costumes diferentes. Abrace essas diferenças e tire proveito delas. Sinta-se um peixe fora d’água! Esse friozinho na barriga do desconhecido é a sua deixa para explorar esse novo mundo cheio de experiências diferentes. ISSO é o intercâmbio!

Diferenças culturais estão presentes mesmo dentro do nosso Brasil. Por exemplo, em São Paulo as pessoas cumprimentam com um beijo no rosto. No Rio de Janeiro, são dois beijos. Já nos Estados Unidos, se cumprimenta apenas um aperto de mão, ou se você já for bem amigo da pessoa, um abraço.

medium_9761971126

Esse tipo de coisa você só nota quando se encontra em uma situação de troca cultural, não tenha medo delas e sim force essas situações. Para tirar o maior proveito do seu intercâmbio, tenha em mente esses 10 mandamentos que eu preparei de acordo com minha própria experiência como intercambista.

Telão na Times Square

1- Observe

Se você ainda não está seguro de como agir, não ignore o que acontece em volta de você. Observe. Veja como as outras pessoas se comportam, abra os olhos e sinta as diferenças – que muitas vezes podem ser sutis.

2- Não tenha medo do “novo”

Nós adoramos comodidade e muitas vezes temos medo de mudanças. Mas o intercâmbio é exatamente uma época de aprendizado e exploração. Tire o maior proveito possível saindo da sua zona de conforto e experimentando o novo. Essa é a hora onde você faz seu intercâmbio valer a pena.

nova-york-vista

3- Adapte-se às situações

É super bacana ser de um país diferente e ter uma cultura diferente. Porém, nem todas as situações permitem que você demonstre suas diferenças. Entrevistas de emprego, procurando um apartamento para alugar, conhecendo alguém pela primeira vez. A grande maioria das pessoas tem um pouco de receio quanto ao novo e ao muito diferente.

Em um primeiro momento, você quer conquistar a simpatia. Depois você irá ter muito tempo para mostrar todos os detalhes da nossa cultura. Pense nisso como um primeiro encontro com aquela pessoa que a tempos você paquerava, você irá querer dar uma primeira boa impressão, certo? Seja bem educado sempre. Adapte-se e veja o quão flexível você pode ser como pessoa, mas dê o seu toque pessoal do jeitinho brasileiro sempre!

 Washington Square ParkMolhar o pé na fonte do Washington Square Park

4- Pesquise

Pesquise sobre a cidade onde você irá fazer seu intercâmbio. Muitos das “pessoas locais” saberão apenas o básico do básico, assim não fique dependendo delas. Converse com o dono do bar, o guia do museu, o taxista, o instrutor de ski. Finja-se de jornalista, leia e pergunte sobre o seu novo lar. Conhecimento é uma das grandes dádivas do ser humano.

O que você aprende, ninguém pode tirar de você. Na volta, seus amigos e familiares irão querer saber sobre o seu intercâmbio e “foi demais” não será o suficiente. Mostre a eles e a você mesmo o quanto de conhecimento você conseguiu adquirir sobre essa nova cultura. Quem sabe você pode até escrever um livro sobre seus achados?

5- Continue “turistando”

Quando passamos muito tempo em um lugar, esquecemos de explorar a cidade onde estamos vivendo. O tempo passa e acabamos percebendo o pouco que conhecemos da cidade e do país. Quando mudamos para uma cidade queremos saber “onde os locais” vão. Isso, com o tempo, você irá descobrir aos poucos.

Não antecipe isso e aproveite seu tempo como turista. Aliás, as fotos que você tirar quando estiver turistando, normalmente são as fotos “cartão postal” da viagem. Aquelas que você irá fazer questão de imprimir e colocar no seu álbum do Facebook.

6- Seja curioso

Viu alguma coisa diferente, pergunte. Não entendeu porque alguém agiu fora do nosso normal, indague. A curiosidade também é uma forma de começar uma conversa com pessoas desconhecidas. “O que é isso que você está comendo? É bom?” Pronto! Você acabou de conhecer alguém novo.

7- Não tenha vergonha de ser brasileiro

O Brasil é o país do momento! Ele é quente, exótico, lindo! E você também! Estrangeiros ADORAM o Brasil, adoram saber sobre o samba, o futebol, o Carnaval e adoram conhecer um brasileiro. Tenha orgulho do seu país e compartilhe seu conhecimento sobre sua terra. Fale sobre as diferenças entre os costumes, um assunto que sempre intriga todos. Você será o expert quando se trata sobre a nossa cultura, faça bonito.

Não coloque o Brasil para baixo, seja realista, mas sempre positivo. Pode ter certeza que essas pessoas estarão super prestando atenção no que você estiver falando e que irão replicar suas palavras depois em outras situações. Ah, e dê dicas sobre os seus lugares favoritos no Brasil!

brasileiro

8- Abra a boca

Não tenha medo do seu inglês (ou qualquer língua que esteja aprendendo). As pessoas vão sacar de cara que você é estrangeiro – sim, temos muito sotaque – e isso é excelente pois funciona como um aval. Nós estamos tentando falar a língua deles e, mesmo com um errinho ali outro aqui, isso já é super gratificante para eles.

Derrubada essa primeira barreira do medo de falar algo errado, não espere que venham conversar com você. Perca a vergonha e inicie uma conversa. É a melhor forma de treinar seu inglês e conhecer uma nova cultura. Você pode escolher de passar seu intercâmbio apenas como um observador do novo mundo ou como um participante. Escolha ambos!

Tocando no coração da Caverna Howe

9- Tenha sempre uma câmera à mão

O tempo passa muito rápido e sem perceber já é hora de voltar. Viva os momentos do seu intercâmbio, mas não esqueça também de documentá-los. Uma das piores sensações para o intercambista é quando você percebe que não tirou fotos suficiente de algo (ou nenhuma) e quer por tudo voltar atrás. Nem sempre dá para voltar atrás… Assim, garanta-se! Tire fotos, muitas fotos! Dos lugares, das suas novas amizades, do seu quarto, da sua host family. Guarde esses momentos para lembrar dessa época tão boa!

10- Diga não à rotina

Na minha experiência como intercambista, tenho me policiado sempre para me manter aberta para tudo ao meu redor. Às vezes é difícil, nos esquecemos e caímos na rotina novamente. Não deixe a rotina tomar seu intercâmbio. Planeje coisas diferentes para fazer e combine com seus amigos viagens. Quanto mais diferente e exótica uma aventura, melhor. Mais você se lembrará dela depois. Mesmo se o passeio acabar se revelando como um grande programa de índio, você ainda terá uma história para contar.

_____________________________________________________________

Essas são as principais dicas que eu posso dar baseada na minha vivência nos Estados Unidos. A experiência do intercâmbio é incrível, enriquecedora e por mais inseguro que você esteja, morar em outro país não é nenhuma coisa de outro mundo: somos todos terráqueos!

Se você tiver outras dicas como intercambista, compartilhe nos comentários!

(Post originalmente publicado por mim no blog Embaixador STB)

* photo credit: Thomas Leuthard, Werner Kunz, jonycunha, and Sprengben

5 Comments Write a comment

Designer interativa, publicitária por formação e jornalista por vocação, Bruna Calheiros mudou para Nova York para fazer seu mestrado em Interactive Telecommunication pela Universidade de Nova York (Tisch-NYU). Hoje trabalha como UX Designer na Estée Lauder e sua paixão é viajar pelo mundo nas horas vagas.

5 Comments

  • Fernanda January 17, 2014

    Nossa, justamente essa semana estou fazendo uma listinha com os meus mandamentos de intercambista p/ postar no meu blog… Desses daí, destaco o “ser curioso” e o “pesquise” que andam juntos e fazem a diferença em um intercâmbio! Além desses, lembrei tb de “fugir dos brasileiros” hehehe, tudo bem que fazer amizades é sempre legal, mas diversifique! Não ande SÓ com brasileiros né? Aí vc perde muitas oportunidades de aprendizado e de praticar o idioma… Respeito pelas outras culturas e pela família que vai te receber ou com as pessoas que vão dividir o apê com vc tb é essencial!

  • Carolina Braziel January 22, 2014

    Bom dia! Tenho um sonho antigo de morar em nyc. Estive ai ano passado e gostaria de tirae algumas duvidas cim vc. É possível? Abs!!!

    • Baunilha February 28, 2014

      Olá Carolina,
      Existem diversos posts no blog para ajudar você a esclarecer suas dúvidas. Faz uma busca em nossos arquivos e tente encontrar o que está com dúvidas. Se tiver algo mais específico, posso tentar te ajudar se eu tiver experiência na área.
      Obrigada pela participação nos comentários e não esqueça de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/asdebaunilha
      Beijos

  • Renata January 30, 2014

    Oi Bruna!!!
    Amo passar por aqui, para ficar por dentro das dicas de NYC!!!! E já faz um tempo que acompanho seu trabalho, ADORO!!! as dicas são OTEEEAMAS!! rsrs
    Mas agora surgiu uma dívida, teve um post seu, onde vc comentou que na Apple é possivel ter desconto como estudante. Tem como voce explicar melhor isso? Tem que ter aquele carteirinha internancional de estudante? ou server uma carta da escola que eu estou estudando em NYC? O desconte edução tbm serve pra quem é professor?
    ufa…!!!

    Tks!!!

    • Baunilha February 27, 2014

      Olá Renata,
      Eu não tenho certeza, mas acho que vale apenas para estudantes de universidades norte-americanas. Mas vale a pena dar uma perguntada na Apple Store e mostrar a sua carteirinha, ver o que eles dizem, ou pesquisar online no site da Apple para ver se sua escola é elegível ao desconto da Apple para estudantes e professores. O desconto costuma ser para computadores MacBook e dificilmente é aplicável para iPads e iPhones, aqui no site você pode dar uma conferida nos preços e ver os descontos: http://store.apple.com/us/browse/campaigns/education_pricing
      Obrigada pela participação e não esqueça de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/asdebaunilha
      Beijos!

Leave a Reply

Web Analytics