Homem vive por 10 dias em uma roda de hamster

Agenda Arte & Cultura

Parece mentira, rá! Mas não… Estou aqui tentando entender o que leva essa nova forma de “arte” acontecer, mas é algo que só Williamsburg (o bairro hipster de Nova York) pode explicar. Resumindo, é isso mesmo que você leu no título: uma pessoa voluntariamente resolveu morar em uma roda de hamster tamanho gigante por 10 dias.

Os responsáveis pelo feito são Ward Shelley e Allex Schweder em uma roda de quase 8 metros de altura construída de madeira, aço e móveis. Eles irão morar na instalação artística durante as 24 horas dos próximos 10 dias, começando amanhã dia 28 de Fevereiro, até dia 9 de Março. E os curiosos podem dar uma espiadinha na situação (e que situação!) no Espaço Boiler da Pierogi Gallery.

Como você reparou, não apenas uma pessoa, mas duas decidiram fazer isso. Cada um dos artistas vai morar de um lado da roda, um do lado de fora e o outro do lado de dentro. E parece que a estrutura conta até com banheiro, agora imagina quando o banheiro girar para a parte de cima e ficar de ponta cabeça na roda… É, eu não quero imaginar.

ShelleySchwedercardevite

Apesar dos artistas dizerem que irão ficar na roda 24 horas, o horário de visitas é apenas das 12:00 às 18:00. Você pode visitar a instalação “In Orbit” (Em Órbita) em Nova York no Espaço Boiler. Anota o endereço: 191 N. 14th Street entre a Berry Street e a Wythe Avenue. Mais infos no site aqui!

2 Comments Write a comment

Designer interativa, publicitária por formação e jornalista por vocação, Bruna Calheiros mudou para Nova York para fazer seu mestrado em Interactive Telecommunication pela Universidade de Nova York (Tisch-NYU). Hoje trabalha como UX Designer na Estée Lauder e sua paixão é viajar pelo mundo nas horas vagas.

2 Comments

  • Thais March 10, 2014

    Oii!!
    Estou planejando meu intercambio para NY no ano que vem (março ou abril…) e pesquisando no google cheguei no seu blog! Já quero ler tuuudo :D

    Beijos

  • Layla Santos February 3, 2015

    Muito interessante artigo, obrigado por compartilhar!

Leave a Reply

Web Analytics