Viagem à Nashville – Roteiro Dia 1

Nashville

Aproveitei um dos feriados para conhecer a cidade de Nashville no Tennessee. Decidi viajar sozinha, comprei a passagem e reservei o hostel Nashville Downtown Hostel, bacana e super bem localizado.

Além de ser “a cidade da música”, não sabia mais nada sobre Nashville e na correria das semanas anteriores nem deu tempo de dar uma pesquisada antes. Na real, eu gosto bastante de fazer isso, escolher um destino e me jogar. Dá aquele frio na barriga de não saber ao certo o que esperar, não são criadas muitas expectativas e as descobertas se tornam pequenas recompensas.

 

Eu absolutamente amei conhecer Nashville. Não estava com expectativas muito altas, mas fiquei completamente encantada com a energia da cidade. É música para todo o lado, pessoas extremamente simpáticas (sempre um plus quando se viaja sozinha!) e comida boa. Nashville tem uma vibe bem parecida com New Orleans.

Para chegar do aeroporto ao hostel, optei por pegar um Uber e custou apenas $15. No geral, o Uber/Lyft é bem barato por lá e super recomendo, nem precisa alugar carro. O motorista foi super simpático e no caminho foi apontando locais para visitar e dicas de onde comer.

Fiz um brunch/almoço no Biscuit Love, um lugar mega fofo, hipster e que faz um biscuit – uma das comidas típicas da cidade – como ninguém. Pedi o Nasty Princess, um segredo que não está no menu e que mistura dois pratos da casa, o East Nasty e o Princess. Estou com água na boa até agora.

 

Have to love, comfort food!

Saindo de lá, passei no Third Man Records, o estúdio e loja de vinis do Jack White, cantor do The White Stripes.

 

 

O estúdio é beeeem estiloso, com uma decoração preto e amarelo, e lá na loja mesmo tem um micro-estúdio do tamanho de uma cabine telefônica onde você pode gravar seu próprio mini-vinil na hora (e mandar a versão digital para o site deles!) por apenas $20. Diversos artistas como Neil Young e Weird Al Yankovic gravaram músicas nessa cabine.

Continuando, chegou a hora de me entregar ao ritmo que marcou a cidade e conhecer um pouco mais da história do country – desde quando tudo começou aos dias atuais – no Country Music Hall Of Fame. Foi quando percebi que sabia muito muito menos de música country do que imaginava e sua ligação direta com blues e rock.

 

Dá para ver tudo que o museu oferece em cerca de 2 à 3 horas. Além de instrumentos musicais, vídeos, parafernalha, diversos figurinos de ídolos do country, o museu abriga também o Cadillac de ouro do Elvis Presley. No andar térreo existe uma área do museu dedicada a exposições temporárias, e quando visitei apresentava uma exposição sobre a carreira de Bob Dylan.

A última parada cultural do dia foi no museu do Johnny Cash, um mergulho completo nos detalhes da vida do artista. Esse é um museu pequeno e bem simples (se comparado com o Country Music Hall of Fame), porém foi o meu favorito. É um mar de informações sobre a vida pessoal e carreira de Johnny Cash e que me deixou extremamente emocional. No final, até escorreram algumas lágrimas.

Para jantar, escolhi o The Stillery que, como a maioria dos lugares em Nashville, conta com música ao vivo. Uma pizza deliciosa, em um ambiente casual e com drinks bem em conta (comparado com os preços de NY).

 

E para fechar a noite, assisti a shows de música country de bandas locais no Wildhorse Saloon, um bar gigantesco / casa de shows mega turístico, com um palco mega tech (pense telões de alta resolução, máquina de fumaça e 512 jogos de luzes) e que deixa muita casa de espetáculos deixando a desejar.

 

(Esse é o primeiro de uma serie de posts sobre Nashville)

 

Você já foi para Nashville? Quais suas dicas favoritas de o que fazer na cidade?

No Comments Write a comment

Designer interativa, publicitária por formação e jornalista por vocação, Bruna Calheiros mudou para Nova York para fazer seu mestrado em Interactive Telecommunication pela Universidade de Nova York (Tisch-NYU). Hoje trabalha como UX Designer na Estée Lauder e sua paixão é viajar pelo mundo nas horas vagas.

No Comments

Leave a Reply

Web Analytics